WhatsAPP: (48) 3464-3153
E-mail: secretaria@igrejademaria.com.br
WhatsAPP: (48) 3464-3153
E-mail: secretaria@igrejademaria.com.br
AO VIVO

Natal com orações e chocolates no Presídio Santa Augusta

rOs 650 detentos do Presídio Santa Augusta, em Criciúma, receberam na manhã de hoje (17) uma visita especial. Os agentes da Pastoral Carcerária da Diocese de Criciúma, que semanalmente já fazem o acompanhamento espiritual dos reeducandos, levaram chocolates e balas para tornar a véspera do Natal um pouco mais doce e cheia de esperança.

“Somos sempre muito bem recebidos por eles e nossa presença é muito útil, proporcionando um clima de paz. Damos um presente, como se estivéssemos ofertando nosso coração”, afirma o coordenador diocesano da Pastoral Carcerária, Agobar de Souza.

O grupo foi formado por 20 visitantes, incluindo seminaristas, leigos e religiosas. O assessor eclesiástico da Pastoral, padre José Aires Pereira, acompanhou a atividade e fez questão de ressaltar que a lembrança tem por objetivo recordar a data mais importante que é o nascimento de Jesus. “Não esquecer que o berço em que Ele quer nascer é o coração de cada um de nós. Ele veio para mostrar que é humano como nós, que nós erramos, mas que Ele continua nos amando”, disse o padre. A religiosa Irmã Madalena Maria também mencionou, durante a visita à ala feminina, que a data é uma ocasião especial para amar e perdoar.

Na presença da Igreja, várias detentas ficaram emocionadas, rezaram e cantaram. “Em nome de todas quero agradecer por vocês não se esquecerem de nós. É com grande amor que recebemos vocês, pois nem todos têm a oportunidade que temos”, falou a reclusa R.P., 43 anos.

Para a detenta A.C.F., 30 anos, a visita dos católicos ajuda a suprir a ausência, pela privação de liberdade, na igreja. “Sou católica e a celebração da missa faz muita falta para mim. É meu segundo Natal na cadeia. Estou há dois anos presa e tenho cinco filhos. A Pastoral Carcerária ajuda-nos e está sempre perto de nós”, garantiu.

Durante a celebração, o seminarista propedeuta André Girardi afirmou que os reclusos estão sempre nas orações diárias dos seminaristas e pediu a eles força e coragem, “pois Jesus nasceu para todos”.

“Costumamos dizer que nós viemos até aqui trazer uma palavra de conforto, mas nós é que escutamos, pelo testemunho de conversão diária que dão. É uma graça participar”, declarou o seminarista propedeuta Luan Pasini.

Ao todo, foram confeccionados 650 kits, com doações das comarcas de Criciúma e Urussanga.

 

16433_16436 16433_16437 16433_16438 16433_16439 16433_16440 16433_16441 16433_16442 16433_16443 16433_16444 16433_16445 16433_16446 16433_16447 16433_16448 16433_16449 16433_16450 16433_16451 16433_16452

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.